23 Julho 2019-02:07. S. J. do Rio Preto-SP

Fone: (17) 3211.2550

De olho em 2014, PSDB paulista cria núcleo sindical

Tucanos miram o que é considerado o berço político do rival PT
Sindalquim

2011-05-30 17:58
De olho em 2014, PSDB paulista cria núcleo sindical
De olho nas eleições presidenciais de 2014, o PSDB paulista deu início a um esforço concentrado para ganhar capilaridade junto ao movimento sindical, considerado berço político do PT. Em sua primeira reunião, desde a eleição do novo comando estadual, a Executiva do PSDB aprovou por unanimidade a criação de um núcleo sindical tucano, uma estrutura cuja missão é estreitar o vínculo do partido com as bases sindicais. O diagnóstico de lideranças da sigla é de que o momento é propício para uma aproximação com as entidades, principalmente após a presidente Dilma Rousseff ter enfrentado turbulências no diálogo com as centrais sindicais no início de seu governo, em especial durante a votação do reajuste do salário mínimo. Na avaliação dos tucanos, sem o apoio das centrais sindicais, o partido encontrará dificuldades em derrotar o PT na sucessão ao Palácio do Planalto. "Para as próximas eleições, ninguém se elegerá presidente sem o apoio dos sindicatos", avalia o coordenador da nova estrutura, Antonio de Sousa Ramalho, vice-presidente da Força Sindical. "E se quisermos fazer o próximo presidente da República, em 2014, nós vamos ter de conquistar o movimento sindical". O dirigente da entidade, que é também 1º suplente na Assembleia Legislativa de São Paulo, considera que chegou a hora de o PSDB criar espaços dentro da estrutura partidária para os movimentos sindicais. Segundo ele, a ausência de canais de diálogo talvez seja um dos motivos que levaram os sindicatos a se distanciar da legenda. "A grande luta é trazer um grande número de sindicalistas para o PSDB para fazer política." Até o momento, o núcleo sindical tucano é formado por 26 integrantes, provenientes dos ramos do comércio, alimentação, transporte e construção civil, entre outros. Além da Força Sindical, a nova estrutura compreende membros de sindicatos ligados à União Geral dos Trabalhadores (UGT), à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e à Nova Central. O estatuto da nova organização ainda está sendo finalizado, mas a ideia é atender as demandas do setor para o governo estadual, bem como acompanhar de perto o andamento de projetos no Estado de São Paulo. A primeira reunião do grupo com o presidente do PSDB em São Paulo, Pedro Tobias, está marcada para a próxima segunda-feira, quando devem ser traçados os primeiros passos do grupo. Núcleo nacional Na próxima semana, o núcleo sindical tucano deve também encontrar-se com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A proposta da organização é de promover encontros com o governador de dois em dois meses. O coordenador da nova estrutura explica que a proposta é instituir núcleos sindicais em todos os Estados do Brasil. O presidente do PSDB em São Paulo, um dos entusiastas da nova estrutura, tem defendido a criação de uma espécie de Conselho Sindical Tucano, um núcleo de âmbito nacional. "Eu apresentei a ideia ao atual presidente nacional, na segunda-feira passada, e ele gostou. Vamos ver se a gente consegue levar isso para o nível nacional", disse Pedro Tobias. "Nós vamos tentar reconstituir o vínculo do PSDB com os sindicatos." Desde a derrota nas últimas eleições presidenciais, em 2010, o PSDB tem trabalhado para uma maior aproximação com o movimento sindical. Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin tem promovido o diálogo com as entidades, como na negociação do piso salarial paulista, e escalou um dirigente da UGT, o deputado estadual Davi Zaia (PPS), para assumir a Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho. Em Minas Gerais, o governador Antonio Anastasia já anunciou a criação de um Comitê de Assuntos Sindicais, no qual o próprio tucano deve coordenar as reuniões com membros de entidades da área. Uma outra frente de aproximação tem sido capitaneada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), que ganhou o apoio de dirigentes de centrais sindicais ao defender um salário mínimo de R$ 560, valor que era defendido pelas entidades. Fonte: Estado de SP, em 30/05/2011


Últimas notícias

Postado: 13/07/2019 07:07 por Henrique Fernandes
Sindalquim encerra primeira fase de procurações da ação das horas in itinere da Usina Téreos

Na segunda-feira, dia 15, o Sindalquim já começa a recolher novas procurações de quem ainda não entregouLeia Mais

Postado: 06/07/2019 19:07 por Henrique Fernandes
Sindalquim ganha processo para beneficiar trabalhadores do Barracão de Açúcar da Coplasa

Outros processos estão tramitando na Justiça e em breve terão suas decisõesLeia Mais

Postado: 26/06/2019 14:06 por Henrique Fernandes
Diretoria do Sindalquim toma posse para mandato até 2024

Cerimônia de posse foi realizada nesta terça, na sede da entidade, em Rio PretoLeia Mais

Postado: 01/06/2019 11:06 por Henrique Fernandes
Sindalquim fecha acordo com todas as empresas do setor sucroalcooleiro

Entidade encerrou as assembleias e negociações nesta semana. Verba indenizatória (horas in itinere) é mantidaLeia Mais

Postado: 20/05/2019 16:05 por Henrique Fernandes
Sindalquim ganha processo de quase R$ 2 milhões. Veja se você está na lista

Processo é referente a verba de horas in itinire para funcionários da Usina Tereos, de TanabiLeia Mais

Postado: 30/04/2019 21:04 por Henrique Fernandes
Sindalquim faz assembleias em usinas de Orindiúva, Sebastianópolis e Meridiano, nesta semana

Presidente parabeniza os trabalhadores pelo dia 1º de Maio e relembra como iniciaram as lutas, em 1886, em Chicago, nos Estados Unidos, quando milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condiçõesLeia Mais

Postado: 12/04/2019 08:04 por Fequimfar
Químicos assinam convenção coletiva dos farmacêuticos

Reajuste salarial será de 100% do INPC (4,67%), que incide também sobre os atuais pisos salariais e na PLRLeia Mais

Postado: 27/03/2019 17:03 por Henrique Fernandes
Sindalquim entrega pauta do etanol para o setor patronal

Primeira mesa redonda será no dia 10 de abril, na sede do Sindalquim, às 14 horasLeia Mais

Cadastre seu email abaixo e receba mais informações:

Você gostou do novo site?

Sim
Não
Sem opção



  

Udop


  

CNTQ


  

Unica


  

Fequimfar

 
 Av. América, 364 Vila Diniz - CEP:15.013-310  São José Rio Preto-SPFone: (17) 3211.2550 Desenvolvido por Cdznet