23 Julho 2019-02:07. S. J. do Rio Preto-SP

Fone: (17) 3211.2550

Química é uma das áreas mais promissoras

Terceiro setor em faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM), a indústria química tem como carro-chefe a produção de extratos e bebidas não-alcoólicas
Manaus.com

28/02/2012 18:02
Química é uma das áreas mais promissoras

Terceiro setor em faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM), a indústria química tem como carro-chefe a produção de extratos e bebidas não-alcoólicas (as alcoólicas, assim como armas, cigarros e carros de passeio são produtos banidos da Zona Franca de Manaus). A primeira a marcar presença foi a Coca-Cola, justamente a maior produtora mundial de bebida, que prepara em Manaus o extrato de fórmula exclusiva que as mais de 40 fábricas da marca, espalhadas por todo o país, transformam em refrigerante. Parte da produção é exportada para a América do Sul, mas a prioridade é o abastecimento interno, já que o Brasil é o quarto consumidor dessa bebida no mundo, atrás apenas dos EUA, México e China.

Outra fábrica de porte, e ainda mais emblemática por usar um produto local, é a do concentrado do guaraná Antarctica, da Ambev, que segue a mesma estratégia de distribuição para o resto do país, exportando algum excedente para o Japão e Portugal. A matéria-prima vem da Fazenda Santa Helena, em Maués, no Sudeste do Amazonas, perto da divisa com o Pará.

No PIM, o polo químico aparece entre os mais promissores, com oportunidades ligadas aos recursos naturais locais, mas também para negócios ligados à área de produtos para limpeza, filmes e papéis fotográficos e cimento. Outros polos, como o relojoeiro, mostram trajetórias diferentes.
O polo relojoeiro já foi um dos grandes redutos de negócios do Polo Industrial de Manaus. Hoje, contribui com modestos 1,61% para seu faturamento, mas dá mostras de uma retomada importante. Até novembro, o setor investiu US$ 104,5 milhões, o que representa mais do que a soma dos aportes realizados em 2009 e 2010 (US$ 44,8 milhões e US$ 53,7 milhões, respectivamente).

O avanço também aparece no volume de produção, que saltou de 5,4 milhões de unidades de pulso e de bolso entre janeiro e novembro de 2009 para 8,2 milhões no mesmo período de 2010 e para 11,2 milhões em 2011, ano em que o faturamento foi de US$ 613 milhões, 21% superior ao de 2010. Desempenho semelhante pode ser observado na geração de emprego: com 1.372 colaboradores em 2006, fechou o ano com 2.425, 34,5% a mais do que em 2010. O que não mudou foram os índices de nacionalização e regionalização do componentes. No ano passado, 94,71% dos insumos do setor foram comprados no exterior.

Nelson Azevedo, presidente do Sindicato das Indústrias de Relojoaria e Ourivesaria de Manaus, atribui essa retomada à ascensão das classes com maior poder de compra. "Apesar da concorrência dos importados, nossos custos são menores e cabem no orçamento dos brasileiros", diz. Fontes do setor acreditam que 40 a 45% dos relógios comprados no Brasil são montados em Manaus. O restante é importado, ou contrabando e pirataria, explica Azevedo.

Entre os nove fabricantes do polo relojoeiro de Manaus estão empresas como a Orient, Technos e Dumont, que trabalham com um índice de importação superior a 90%. A mais nova fábrica da região é a da rede de franquias TouchWatches, que investiu R$ 10 milhões para produzir parte de seu mix em Manaus.

Longe do distrito industrial, que concentra os grandes fabricantes de eletroeletrônicos, outro polo com vocação completamente diversa também experimenta uma reação. É o distrito agropecuário, que abriga na zona rural de Manaus e no município de Rio Preto da Eva cerca de 400 empreendimentos, a maioria voltada à agricultura familiar. A despeito de ter sido um dos grandes objetivos na criação da ZFM, o polo não decolou: gera cerca de 1.200 empregos e faturou em 2010 em torno de R$ 18, 4 milhões - valor parecido ao estimado para 2011.

Embora baixa em relação aos bilhões dólares movimentados no distrito industrial, a receita é três vezes maior do que a de 2007 (R$ 6 milhões). As atividades agrícolas que mais faturam são a fruticultura, citricultura, horticultura, beneficiamento de madeira e piscicultura.




Últimas notícias

Postado: 13/07/2019 07:07 por Henrique Fernandes
Sindalquim encerra primeira fase de procurações da ação das horas in itinere da Usina Téreos

Na segunda-feira, dia 15, o Sindalquim já começa a recolher novas procurações de quem ainda não entregouLeia Mais

Postado: 06/07/2019 19:07 por Henrique Fernandes
Sindalquim ganha processo para beneficiar trabalhadores do Barracão de Açúcar da Coplasa

Outros processos estão tramitando na Justiça e em breve terão suas decisõesLeia Mais

Postado: 26/06/2019 14:06 por Henrique Fernandes
Diretoria do Sindalquim toma posse para mandato até 2024

Cerimônia de posse foi realizada nesta terça, na sede da entidade, em Rio PretoLeia Mais

Postado: 01/06/2019 11:06 por Henrique Fernandes
Sindalquim fecha acordo com todas as empresas do setor sucroalcooleiro

Entidade encerrou as assembleias e negociações nesta semana. Verba indenizatória (horas in itinere) é mantidaLeia Mais

Postado: 20/05/2019 16:05 por Henrique Fernandes
Sindalquim ganha processo de quase R$ 2 milhões. Veja se você está na lista

Processo é referente a verba de horas in itinire para funcionários da Usina Tereos, de TanabiLeia Mais

Postado: 30/04/2019 21:04 por Henrique Fernandes
Sindalquim faz assembleias em usinas de Orindiúva, Sebastianópolis e Meridiano, nesta semana

Presidente parabeniza os trabalhadores pelo dia 1º de Maio e relembra como iniciaram as lutas, em 1886, em Chicago, nos Estados Unidos, quando milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condiçõesLeia Mais

Postado: 12/04/2019 08:04 por Fequimfar
Químicos assinam convenção coletiva dos farmacêuticos

Reajuste salarial será de 100% do INPC (4,67%), que incide também sobre os atuais pisos salariais e na PLRLeia Mais

Postado: 27/03/2019 17:03 por Henrique Fernandes
Sindalquim entrega pauta do etanol para o setor patronal

Primeira mesa redonda será no dia 10 de abril, na sede do Sindalquim, às 14 horasLeia Mais

Cadastre seu email abaixo e receba mais informações:

Você gostou do novo site?

Sim
Não
Sem opção



  

Unica


  

CNTQ


  

Udop


  

Fequimfar

 
 Av. América, 364 Vila Diniz - CEP:15.013-310  São José Rio Preto-SPFone: (17) 3211.2550 Desenvolvido por Cdznet